15/06/2022 14:19:46

Justiça condena acusados de mandar matar advogado no exercício profissional




O Tribunal do Júri da terceira vara criminal de Caratinga condenou, nesta terça-feira (7), um casal acusado de mandar matar o advogado Augusto Barreto Rocha Diniz. O crime ocorreu em abril do ano passado, em Caratinga, e, de acordo com as investigações da Polícia Civil, teve motivações em razão da atividade advocatícia.

Os acusados, Francislaine da Silva Souza e Kaique Marley Coelho, foram condenados a 14 anos e 08 meses e 22 anos, respectivamente, pelo crime de homicídio. De acordo com a investigação, os acusados mantinham um relacionamento amoroso, sendo que Francislaine, antes de se envolver com Kaique, tinha um relacionamento com uma pessoa para quem a vítima prestou serviços como advogado.

Segundo o processo, Kaique e o cliente do advogado já tinham problemas por questões envolvendo a Francislaine, e que a prestação jurisdicional do advogado ao cliente causou descontentamento ao casal. Tais desavenças se intensificaram com a prisão de Kaique e Franscislaine. Segundo a Polícia Civil, o casal contratou um assassino, que ainda está foragido, para assassinar o advogado.

O advogado Max Capella, que participou como assistente de acusação no processo, falou sobre a motivação do crime. "Foi uma investigação muito complexa e completa, feita pela Polícia Civil de Caratinga, que concluiu que o Dr. Augusto foi assassinado em virtude da sua atividade de advogado. Enquanto ele prestava um serviço para o cliente, uma das partes não se sentiu satisfeita e como forma de retaliação àquela prestação jurisdicional resolveu 'dar cabo' da vida do advogado", explicou.

Ata da sessão do Tribunal do Júri





RECEBA O BOLETIM ELETRÔNICO OAB/MG NOTÍCIAS

Nome


E-mail






OAB/MG - Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Minas Gerais
Rua Albita, 250 - Cruzeiro | Belo Horizonte - MG | CEP 30310-160 | Telefone (31) 2102-5800